Exames e Metodologias
26 de Novembro de 2016

Teste de Paternidade – Passo a Passo

Agendamento do exame

 - Agendar com um de nossos atendentes a data e a hora para coleta de material para realização do exame.

Identificação dos participantes e Coleta de material

- É necessário que os periciandos apresentem documentos de identificação com fotos (RG, passaporte, etc), para garantir a comprovação da identidade dos mesmos. E nos casos de Exame DNA pré-natal não invasivo é necessário que se apresente ultrasom ou relatório médico que comprove o número de semanas de gravidez.

- No caso de menores de idade é necessário autorização do responsável e apresentação de certidão de nascimento ou declaração de nascido vivo (DNV). 

- As pessoas que participarão do exame devem preencher e assinar os formulários de identificação e coleta. 

- A coleta deve ser testemunhal, ou seja, realizada na presença de todos os envolvidos, para que os mesmos se identifiquem mutuamente e assine comprovando que a coleta foi efetuada na pessoa correta. 

- O material coletado é obtido através de um pequeno furo no dedo médio com lanceta, e as gotas provenientes do furo transferidas para papel de filtro do Kit de coleta desenvolvido exclusivamente para coletas de testes de paternidade. Além da coleta no dedo, também coletamos células bucais, entretanto, essa coleta não é feita em todas as unidades. E nos casos de Exame DNA pré-natal não invasivo é coletado sangue da mãe por punção venosa.

- As amostras biológicas e dados coletados serão tratados com sigilo, com acesso apenas do profissional autorizado e armazenados em local seguro e de acesso restrito.

Análise das amostras, elaboração dos cálculos e emissão do laudo

O exame de paternidade é realizado através da análise do DNA contido no sangue, colhidos da mãe, filho e suposto pai. Analisamos uma bateria de marcadores polimórficos do tipo STRs que estão distribuídos por todo genoma humano. A técnica utilizada é a PCR (Reação em Cadeia de Polimerase) que amplifica o DNA e obtém padrões específicos (alelos) que são comparados entre mãe, filho e suposto pai. 

A análise dos resultados obtidos é realizada utilizando um software desenvolvido para realizar todos os cálculos necessários com toda segurança. Após a análise dos resultados é emitido um laudo técnico que relata o resultado com índice e probabilidade de paternidade ou a exclusão da mesma. O laudo relata ainda dados coletados nos processos de identificação, coleta e análise.

O exame DNA pré-natal não invasivo é realizado utilizando DNA fetal livre circulante presente no plasma materno durante a gravidez. A coleta pode ser feita a partir da 12ª semana de gestação, período médio este onde o DNA fetal está presente em quantidade suficiente para o ensaio. O estudo da similaridade dos marcadores genéticos, comparando o DNA fetal com o do suposto pai, é realizado empregando-se um algoritmo informatizado. Os resultados permitem uma probabilidade de paternidade maior ou igual a 99,9%. A exclusão é de 100%. O sexo do feto pode ser informado.

 

Desculpe, a área que você está acessando só está disponível em português.

Baixe nosso Aplicativo

Você está em:

Enviar instruções
por e-mail:

Enviar resultados
por e-mail: